Drea a 18 de Novembro de 2013 às 06:34
Eu me casei recentemente com um homem que foi criado na cultura dos TJs, mas ele já estava afastado e eu nunca perguntei qual o motivo, dai fica a pergunta, ele agiu erradamente dentro dos conceitos dos TJ, e por este motivo se afastou, agora casou-se comigo( mulher mundana), escondido dos pais, e pelo menos exige que eu seja crista, eu sou uma pessoa formada, sempre fui muito independente, não sei mesmo se me converteria de verdade, mas não acho justo ele ter feito muitas coisas erradas lá fora e escondido da família, e ele quer que eu me converta, ja disse a ele q ate o momento meu coraçao nao tem vontade, nem ele nunca leu nenhuma publicaçao comigo, so sei que meu marido, amo demais ele e faz tudo por mim, faz um sexo ótimo e gosta demais de fetiches, eu acho que ele se sente culpado por ter seguido este caminho, e ao mesmo tempo quer se tornar puro novamente depois de casado, tem muita coisa que nao concordo, por exemplo o tipo de submissao que a mulher é obrigada a ser, logo eu que ele sempre soube que sou independente desde cedo, francantemente fiz um comentario no face da irma dele, dizendo que dei akele quadro igual a ele de presente de aniversario, dai ela nem comentou de volta, simplesmente apagou a foto, triste fim, vejo as irmas dele todas se casaram e são donas de casa, exceto uma que foi expulsa por não concordar com certas coisas, esta sim trabalha fora e estuda, meu marido e muito superprotetor, mas louco por mim, mas creio e percebo que ele foi um homem que casou virgem aos 28 anos e sempre foi reprimido, casou-se com outra irma nakela epoca, mas por algum motivo ela o traiu, ele mesmo me conta que eles tinham fetiches...e ela era obsecada por sexo tb, e o traiu, ele a deixou e passou 8 anos sem namorar com ninguem, dai teve seu namoros as escondidas com as mulheres mundanas, e um dia me encontrou e casou, quero ser feliz com ele do jeito que está, sou uma mulher que o amo muito e o respeito, sem precisar seguir tais regras, pq criei uma moral de ser sincera e honesta, e temer a Deus, e isto me basta, a familia dele tenta se meter , mas percebo que ele esta em dulvida se volta, ou se continua do jeito que esta, não sei o que  faço pra continuar desse jeito que estamos.

Maria a 25 de Fevereiro de 2018 às 22:37
Eu também me casei com um TJ desassociado... logo ele voltou a frequentar o salao..Foi readimitido ... mas e triste .. fiz a festa de aniversário de um ano do nosso filho ele  não participou.. nem minha sogra e nem minha cunhada e meu cunhado.. Nada ele participa.. Vou a a festas de aniversário sozinha.. Casamento.. Tudo sozinha.. Os homens TJ São ignorantes.. Querem as mulheres submissas.. Vou nos Lugares mas ele  não gosta muito.. Fica de cara feia.. Justo eu Independente.. Trabalho para fora desde meu 15 anos...Afff.. Não aconselho  ninguém a casar com um TJ. E UMA religião muito difícil  .. Nada pode... Vou algumas vezes com ele no Salão do Reino..  Mas no fundo do meu coração  .. não gosto.. Sou Espírita.. Acredito na lei do retorno... Gosto de fazer o bem .. não importa quem.. Sou tec. De enfermagem...Nao estou neste mundo para julgar as pessoas .. não cabe a mim..E para os TJ somos Mundanos..Eu não tinha noção que ele eram tão difíceis... Vivem no mundinho deles... To vivendo uma situacao difícil.. meu marido quer levar nosso filho para o salão.. Eu e meu filho adoramos festas.. Eventos ... tudo que é comemoração.... Eu Sou uma pessoa super de boa... 

Drea a 25 de Fevereiro de 2018 às 22:49
Ele não é TJ que frequenta, mas a essência ele tenta aplicar quando é conveniente para ele, MT difícil esse negócio de submissão, elas querem ele também, que eu esqueça minha formação profissional, tenho três, para rever obediência a ele, pra ele sou uma ingrata, pois não gosto muito de ser dona de casa, gosto de sair, de me maquiar, de cuidar de mim, eles me julgam errada por ser assim, eu busquei minha independência tendo formação superior, e mais duas pós... Mesmo assim o país em crise estou desempregada, mas é algo temporário, o fato de eu querer sempre evoluir, hj me dedico a concursos e estudar inglês, elas acham que só penso em dinheiro, que eu por ser mulher tenho que abrir mão de mim...ele é um esposo ausente, trabalha embarcado, e na folga vive em outra atividade profissional, além disso você la na família dele, eu por outro lado como não sou daki, estou buscando alternativas pra me ocupar, vendo Mary Kay, estudo Inglês e pratico esporte, para elas eu sou do mundo estou totalmente errada, pois me arrumo, me maqueio e cuido de meu corpo, ele por outro lado ta evitando sair comigo, guarda roupa cheio de roupas novas, mas não saio, não me arrumo pois ele não quer sair comigo...mas eu vou criar meu círculo de amizades aqui, amizades saudável... É sigo em frente não vou desistir de mim.