Anónimo a 28 de Julho de 2011 às 14:50
Boa tarde,

Não sei de quem se trata e ao que parece tem muitas razões de queixa em relação à Testemunhas de Jeová.
É pena que não saiba bem daquilo que fala e que passe uma imagem errada da organização.
É verdade que algumas das coisas que enumerou são "desaconselhadas", mas muitas outras há que não são minimamente verdadeiras.
Sou Testemunha de Jeová e namorei e casei com "um não crente". A religião não me "caiu em cima" e o meu marido é sempre muito bem acolhido por todos.
Isto é apenas um exemplo de algo errado que transmitiu, mas existem várias outras coisas!...

Justiceiro a 29 de Julho de 2011 às 18:23
Boa tarde cara anónima

Ao contrário do que afirma, nada tenho contra as Testemunhas de Jeová. Tenho sim repulsa pelas doutrinas Jeovistas criadas por homens como você e eu, que não são e nunca foram “inspirados por Deus” (como gostam de apregoar). Enoja-me ver como os líderes da seita (o Corpo Governante), controlam a vida de 7 milhões de fiéis obrigando-os a obedecerem cegamente a regras sem nenhum fundamento bíblico…

Não tenho por hábito escrever sobre assuntos que não domino. Não é meu costume “falar só por falar”. Se a “religião nunca lhe caiu em cima”, como diz, é porque tão simplesmente a senhora não era oficialmente uma Testemunha de Jeová. Como deve de ter conhecimento, só após o baptismo é que será considerada uma Testemunha de Jeová e só depois disso é que é obrigada a consentir todas as regras de conduta…

No livro “Prestai Atenção o a Vós Mesmos e a Todo o Rebanho” (escusa de procurar tal livro na sua biblioteca, porque o mesmo é apenas e exclusivamente para uso pessoal dos anciões-pastores!) na página 132, expõe o seguinte:

“Casar-se com descrente é contrário aos princípios bíblicos.
(Deut. 7:3, 4; 1 Cor. 7:39; 2 Cor. 6:14,15) Caso um cristão dedicado e baptizado case-se com descrente, isso resultaria na sua desqualificação para todos os privilégios especiais, por ora”. (1 Tim. 3: 2, 4, 5, 12,13; w82 15/9 pp. 30-1)

Não sei se verificou o pormenor do “por ora” que é o mesmo que dizer que essa conduta poderá levar a desassociação (expulsão) …

Quanto aos “outros assuntos” que diz ser mentira, como deve compreender, terá de provar a afirmação de tais palavras. Habituei-me ao longo dos tempos, sempre que as crenças das Testemunhas de Jeová são postas em causa, ouvir as mesmas argumentarem que tudo o que se diz delas é simplesmente falso. Tente para a próxima argumentar de forma valida sem insinuar que eu uso a mentira para denegrir a imagem das “inofensivas” Testemunhas de Jeová…


Rita a 29 de Dezembro de 2015 às 02:05
Olha, eu não sou ainda uma testemunha de Jeová mas digo que tenho a mente muito aberta e que não aceito ser" comandada"por ninguém! Essa moça que disse que se casou com um descrente é verdade! Vou as reuniões e vejo muito isso! Mas vc há convir que pessoas que não tem a mesma crença, os mesmos costumes é mais difícil de dar certo neh? Por isso mesmo a Bíblia desaconselha tal prática, mas somos livres e posso te afirmar que ninguém é desassociado por casar com alguém descrente, mas sim  a pessoa pode não ser a mais indicada a dar conselhos e por isso não participe de alguns "privilégios" dentro da congregação. Mas quem está lá está por livre e expontânea vontade! Somos livres!!! Como disse, não sou uma testemunha de Jeová mas tenho 2 filhos que são e são o orgulho de minha vida! Procure saber melhor, ninguém é proibido de nada, somos livres pra fazer o que nossa conciência treinada pela Bíblia nos indica a fazer... (digo isso pq ja estudei a Bíblia com elas.

Anónimo a 24 de Março de 2017 às 19:12
Proíbido fazer comentários às regras impostas; Proibido fazer xixi; Proibido fazer cocó!

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres