ricardo.r a 13 de Dezembro de 2010 às 12:56
Embora não seja religioso, tenho respeito por quem o é, exagerados à parte obviamente.

No fundo todos procuramos uma razão de existir, e muita gente só a consegue encontrar na religião, outros encontram-na na ciência(como eu), na escrita ou até na música.

Embora eu saiba que historicamente, a religião foi um meio de controlar as populações por medo... e ainda o é em algumas culturas.

Justiceiro a 13 de Dezembro de 2010 às 13:06
Como costumo dizer, não sou contra quem acredita, sou contra o fanatismo religioso. Abomino quem tenta impor as suas crenças a outros, achando-se donos e senhores da verdade suprema (se é que esta mesma existe).


Anselmo Damásio a 13 de Dezembro de 2010 às 14:13
Existem pessoas que se servem de Deus, para enganar os outros. Isso não quer dizer que Deus não exista, ok.
Porque também existem pessoas que se servem da música, da escrita e de outros meios para controlar os outros.
Eu creio em Deus, em Deus não confundir com os homens que dizem para ai que são santos, etc, sou adventista do 7º dia. Acho que compararem os crentes em Deus (sejam eles cristãos, judeus ou muçulmanos) com o Hitler é de uma falta de respeito sem precedentes. O Hitler foi um ditador sanguinario, que era louco e que mandou matar milhões de judeus que como todos nós sabemos creem em Deus.

Justiceiro a 13 de Dezembro de 2010 às 14:38
É claro que todas a religião (a sua inclusive) servem-se de deus para impor as suas crenças, usando o medo como arma, amaldiçoando quem mesmo não conhecem... Religião é isto!
Tenha um resto de bom dia.