deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 24.12.11 às 17:16link do post | | | favorito

O gerente do Talho deseja a todos os seus clientes e amigos um Feliz e Santo Natal.

 

Para todos os apóstatas, um grande Natal junto daqueles que mais amam. Sei que muitos de vós, mesmo tendo saído da influência da Torre de Vigia, não ligarão a esta festividade por acreditar se tratar de uma festa pagã... Hoje em dia, é certo e sabido que esta quadra nada tem haver com o nascimento de Jesus Cristo. E se a mesma servisse para podermos estar todos em harmonia e confraternizarmos com familiares e amigos que já não vemos há muito, e que só neste contexto é que podemos estar todos juntos? Para mim, Natal é isto, uma festa em família, onde durante 2 dias estamos com pessoas que normalmente não teríamos contacto por força das circunstâncias da vida.

 

Como todos vós sabeis (e pelos vistos a sociedade Torre de Vigia ainda mais!), todos somos pecadores (vocês mais do que eu!), e como tal gostaria de deixar aqui uma pequena recomendação: cuidado, não sucumbis à tentação da carne (neste caso do bacalhau), a gula é um pecado capital! Comei pouco e não agis como essa gentalha, esses facínoras simplórios, estou a falar de “os do mundo”. Esses mesmos (nós), aproveitam esta data para se embebedarem e praticarem tudo o que é mais detestável aos olhos de Jeová… Se a Torre nas suas publicações diz que é assim é porque é (ou não)! Deixo aqui uma imagem do conceito Jeovista sobre o Natal “mundano”, ou pelo menos aquele que ela tenta fazer crer aos seus súbditos.

 

 

Para finalizar, vou deixar uma linda música, muito apropriada a esta época. Vou dedica-la à mulher do dia, aquela que deu á luz o “nosso salvador”, Jesus (o verdadeiro) Cristo. Com certeza que todos reconheceram nossa senhora, aquela a que chamaram de “virgem” Maria!

 

Para todos: um Feliz Natal.

 

Para ouvir a bela melodia clicar aqui

  

 




deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 23.12.10 às 01:29link do post | | | favorito

 

 

O meu Natal não terá espaço para deus, para o menino Jesus, nem para uma missa do galo. Ele é sempre (e espero que continue a ser) um período de muita paz e tranquilidade. Uma época junto daqueles que mais amo. Natal para mim é sinonimo de família e amigos... Espero que para todos vós também tenha o mesmo significado.

 

A todos, boas Festas e… Feliz Natal!


sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 22.12.09 às 14:59link do post | | | favorito

 

       Porque não sei se amanha venho para estes lados, quero desejar a todos os que participam neste blogue com os seus comentários, e também aos que o visitam: um bom natal. Que o menino Jesus (ou será o Pai Natal? Agora estou confuso!) traga tudo o que pediram e aproveitem bem o dia para estarem juntos dos que mais amam... Quanto a mim, só gostaria de pedir aos meus leitores que rezem por mim, porque o relógio está a fazer-me mesmo muita falta. É que parecendo que não, por exemplo, neste momento não sei que horas são...

Conto convosco...   

  

tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 05.12.09 às 18:29link do post | | | favorito

      

       1) – Existem aproximadamente dois bilhões de crianças (pessoas com menos de 18 anos) no mundo. Porém, como o Pai Natal não visita crianças das religiões Muçulmana, Hindu, Judaica e Budista, isso reduz o trabalho na noite de Natal para 15% do total, ou seja, 378 milhões de pessoas. A uma taxa média de 3,5 crianças por lar, tem-se um total de 108 milhões de lares, considerando que haja pelo menos uma criança boazinha em cada lar.

 

       2) – O Pai Natal tem cerca de 31 horas de Natal para trabalhar, graças à diferença de fuso-horário e à rotação da Terra, considerando que ele viaja de leste para oeste (o que parece lógico), isso resultaria em 967,7 visitas por segundo, e significa que, para cada casa cristã com uma criança boazinha, o Pai Natal tem cerca de 1/1000 segundo para estacionar o trenó, saltar, pular para a chaminé, encher as meias, distribuir os presentes restantes sob a árvore, comer algum lanche que tenha sido deixado para ele, subir de volta pela chaminé, entrar no trenó e ir até a próxima casa. Considerando que cada uma das 108 milhões de paragens estejam distribuída uniformemente pelo mundo (o que, naturalmente, sabemos ser falso, mas será aceite para fins de cálculo), estamos a falar agora de aproximadamente 1,25 km por casa – uma viagem total de 121,5 milhões de km, sem contar as idas a casa de banho e descansos. Isso significa que o trenó do Pai Natal move-se a uma velocidade de 1.046 km/s – 3.000 vezes a velocidade do som. Para fins de comparação, o veículo mais veloz já construído pelo homem, a sonda espacial Ulisses, move-se a "acanhados" 44,1 km/s, e uma rena normal pode correr a 24 km/h (no máximo).

 

       3) – A carga útil do trenó representa um outro elemento interessante. Considerando que cada criança não receba nada mais que um Lego médio (907gr), o trenó levaria mais de 500 mil toneladas, sem contar o peso do “barbas”. Em terra, uma rena normal não puxa mais que 136 kg. Mesmo admitindo que renas “voadoras” pudessem puxar dez vezes o normal, o serviço não poderia ser feito com oito ou nove delas, o Pai Natal precisaria de 360.000 renas. Isso aumentaria a carga, sem contar o peso do trenó, mais 54 mil toneladas, ou aproximadamente sete vezes o peso do Queen Elizabeth (o navio, não a monarca).

 

       4) – 500 mil toneladas viajando a 1.046km/s cria uma enorme resistência do ar, isso aqueceria as renas da mesma maneira que uma nave espacial ao reentrar na atmosfera da Terra. O primeiro par de renas absorveria (14,3x10 elevado a 19) joules de energia por segundo. Em resumo, elas explodiriam em chamas quase que instantaneamente, explodindo as renas atrás delas e criando um estrondo sónico ensurdecedor com o seu rastro. Todo o conjunto de renas seria vaporizado em 4,26 milésimos de segundo (ou quase), quando Pai Natal atingisse a quinta casa na sua viagem. Porém, nada disso importa, pois o Pai Natal, com a aceleração resultante de uma paragem brusca a partir de 1.046 km/s em 0,001 segundo, estaria sujeito a uma força de 17.000 G's. Um Pai Natal de 113 kg (que parece ridiculamente magro) seria imobilizado no fundo do trenó por 1.957.258 kg o que esmagaria instantaneamente os seus ossos e órgãos, reduzindo-o a uma simples bolha cor de rosa.

 

       5) – Conclusão: O Pai Natal não existe,  ele  já está morto.

tags:
sinto-me:

mais sobre mim
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

31


pesquisar
 
PlanetaPortugues: O motor de busca de Portugal
nº de visitas da freguesia
encerramos ao Domingo
quantos fregueses andam por aqui agora
tradutor
subscrever feeds


.

Assista ao documentário

"O Mundo Perfeito de Jeová"

clicando em baixo