deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 17.01.10 às 04:56link do post | | | favorito

      

     

       Certa vez alguém quis fazer-me acreditar que era impossível ter-se verdadeiros amigos. Os amigos genuínos, pura e simplesmente não existem… Esses mesmos apenas subsistem para levarem algo nosso em troca… Quão enganado eu fui… Sempre achei ser impossível ter amigos que não tivessem outra coisa em mente senão o interesse por alguma coisa. Hoje, mais uma vez, verifiquei que sempre estive errado. Foi bom ver todos aqueles que eu mais prezo, estarem reunidos a volta de uma mesa a confraternizar. Nunca pensei que uma simples folha de papel com uma dedicatória de todos eles me comovesse tanto… Ler as palavras (genuínas) de quem realmente se importa comigo, teve um sabor inesperado. Com o passar dos anos começa-se a dar valor a pequenas coisas, e aquela lista de dizeres, meia amachucada, foi a prova de que realmente os amigos existem. Pequenas palavras valem mais do que mil presentes… A todos os meus amigos: obrigado.

 

Fui também surpreendido com uma prenda deveras original, e no mínimo inesperada… Há alguns meses que não estou com a minha madrinha e ao vê-la achei-a diferente… Estava bonita como sempre, mas havia "algo" nela, alguma coisa que a tornava diferente, o quê, não sabia... Então o meu padrinho (talhante!) deu-me a notícia que iria ser pai. Como de costume, não sou muito expressivo nestas coisas e a minha felicidade não se fez notar. Adorei a boa nova… Sei que ele está feliz no seu novo papel de “meio pai” (o outro meio é quando o miúdo nascer!), e amei ver a mamã já com aquelas poses típicas de quem vai ser mãe! Haverá alguma coisa mais bonita de que ver uma mulher grávida? Acho que essa nova etapa das suas vidas conferem-lhes uma sensualidade apenas vista nestes momentos. Elas deixam de ser bonitas para passarem a serem belas… Vera e Pedro: parabéns.

 

 No passado perdi gente que realmente amava (e ainda amo muito), mas hoje em dia ganhei novos amigos e uma nova família que tem estado presente nos bons e maus momentos. Com todos eles aprendi uma realidade: os amigos existem.

tags:
sinto-me:

Psike a 17 de Janeiro de 2010 às 13:09
Ahahahahah..Minina chorona :D
Andas muito sensivel lol Gostei de ver...

Bjinho e até para o ano

Justiceiro a 17 de Janeiro de 2010 às 14:40
Há muito que ando a dizer que sou um gajo sensível , mas parece que ninguém quer acreditar! Eu não estava a chorar, mas sim a transpirar dos olhos (estava muito calor)...
Tenho dito (para o ano é que vai for).
Beijos

Desbrida a 17 de Janeiro de 2010 às 18:24
bom post nada melhor do que verdadeiras amizades e saber valoriza-las!

Justiceiro a 19 de Janeiro de 2010 às 17:47
Tens toda a razão...
Tenho dito.

Graça Coelho a 26 de Janeiro de 2010 às 19:25
eu vi, eu vi, estavas emocionado, o que nos deixou também feliz, pois a nossa prendinha teve o seu efeito.
E os belos desenhos que eu fiz? não são de louvar?
Para o ano cá estaremos! mas primeiro há o casamento mais esperado do ano: o meu!

Justiceiro a 26 de Janeiro de 2010 às 20:13
Estava a estranhar o teu silencio! O que há de mais bonito senão ver um Homem (macho!) emocionado? Desenhas bem, sim senhor! Eu sei que sou feio, mas tentavas disfarçar a minha "beleza" (rara!)!
Pois é, pois é, temos casório . Já estou a aguardar pelo casamento desde o ano passado! Não está outra vez adiado, pois não?
Tenho dito (casamentos... gosto tanto!)
Beijinho

mais sobre mim
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
15
16

18
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30

31


pesquisar
 
PlanetaPortugues: O motor de busca de Portugal
nº de visitas da freguesia
encerramos ao Domingo
quantos fregueses andam por aqui agora
tradutor


.

Assista ao documentário

"O Mundo Perfeito de Jeová"

clicando em baixo