deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 22.12.09 às 14:59link do post | | | favorito

 

       Porque não sei se amanha venho para estes lados, quero desejar a todos os que participam neste blogue com os seus comentários, e também aos que o visitam: um bom natal. Que o menino Jesus (ou será o Pai Natal? Agora estou confuso!) traga tudo o que pediram e aproveitem bem o dia para estarem juntos dos que mais amam... Quanto a mim, só gostaria de pedir aos meus leitores que rezem por mim, porque o relógio está a fazer-me mesmo muita falta. É que parecendo que não, por exemplo, neste momento não sei que horas são...

Conto convosco...   

  

tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 19.12.09 às 15:20link do post | | | favorito


 

 Agnósticos: É impossível saber se o frango realmente atravessou a estrada. A incerteza há de pairar eternamente sobre esta questão.

 

Cépticos: Dizem que ele atravessou, mas será que atravessou mesmo? Precisamos investigar tal questão detidamente antes de fazer qualquer declaração a respeito.

 

Investigadores forenses: As evidências colectadas no local da travessia indicam fortemente que o frango de facto atravessou a estrada.

 

Ateus: O frango não atravessou a estrada porque ele não existe. Isso é uma crendice estúpida.

 

Moisés: Porque uma voz vinda do céu bradou ao frango: "cruza a estrada". Então o frango cruzou a estrada e todos se regozijaram.

 

Cristãos: Isso é um mistério que somente Deus pode responder.

 

Espíritas: O frango cruzou a estrada porque incorporou um espírito aventureiro.


Evangélicos: Porque Jesus o ama.


Jesus: Tenha fé no meu Pai e Ele lhe mostrará a verdade.

 

Pastores da Igreja Universal: Por 10% eu conto-te.

 

Testemunhas de Jeová: Mantêm-te fiel ao Corpo Governante e brevemente saberás.

 

Parapsicólogos: Todos sabemos que ele atravessou a estrada. Entretanto, o frango não o fez com seu corpo material. O fenómeno deu-se através de uma bilocação de natureza ectoplasmática possibilitada pelo seu corpo astral que transcende as leis da física. Ele, por desejar intensamente estar do outro lado da estrada, foi capaz de desmaterializar-se e teletransportar-se mentalmente a fim de realizar seu ardente anseio. Pesquisas de cunho científico já provaram que isso é possível. Blá, blá, blá e blá... Mais informações disponíveis no nosso site: www.blablabla.sapo.pt

 

Sabedoria popular: Porque o lado de lá é sempre melhor.

 

Professora primária: Porque queria chegar do outro lado da rua.


Criança: Porque sim.

 

Surfista: O bicho atravessou meu...? espectáculo... o bicho é demais...

 

Poeirento: É a loucura... que viagem...

 

Avicultor: porque alguém deixou a porta do galinheiro aberta.

 

Feministas: Para humilhar a franga, num gesto exibicionista, tipicamente machista, tentando, além disso, convencê-la de que, enquanto franga, jamais terá a habilidade suficiente para cruzar a estrada.


Jerónimo de Sousa: O frango estava a fugir porque o governo deixa o povo passar fome. Nossos companheiros fizeram valer o direito de todo o cidadão poder ir atrás da comida!

 

Martin Luther King: Eu tive um sonho. Vi um mundo no qual todos os frangos serão livres para cruzar a estrada sem que sejam questionados os seus motivos.


Einstein: Se o frango cruzou a estrada ou a estrada se moveu sob o frango, depende do ponto de vista. Tudo é relativo.


Darwin: Ao longo de grandes períodos de tempo, os frangos têm sido seleccionados naturalmente, de modo que, agora, têm uma predisposição genética a cruzar estradas.

 
Newton 1: Frangos em repouso tendem a ficar em repouso; frangos em movimento tendem a cruzar a estrada.

Newton 2: Por causa da atracão gravitacional exercida pelos outros frangos que já estavam do outro lado da estrada.

 

Valentim Loureiro: Desafio qualquer um a provar que o frango atravessou realmente a rua. É mentira... É tudo mentira.

 

 

 

 

tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 18.12.09 às 14:01link do post | | | favorito

 

       Quando Eunice Spry, uma Testemunha de Jeová, mãe de acolhimento, foi condenada a catorze anos de prisão por abusar das crianças ao seu cuidado, os detalhes da sua crueldade eram tão doentios que chocaram a Inglaterra. Uma das jovens vítimas desta mulher foi Alloma Gilbert, que viveu com ela desde os seis anos e esteve à sua mercê durante onze violentos anos.

 

       Eunice usava as suas crenças religiosas distorcidas como desculpa para punir as crianças que acolhia. Quando as levou para viverem numa quinta isolada, os abusos atingiram um nível aterrorizador. Era frequente empurrar um pau pela garganta de Alloma até ficar vermelho e manchado de sangue; fazia-a passar fome e a menina sobreviveu com a comida dos porcos que conseguia às escondidas; era espancada de forma implacável. Aos dezassete anos, Alloma finalmente fugiu, mas, sozinha no mundo, foi uma presa fácil para os abusos dos homens. O nascimento da sua filha salvou-a e ensinou-lhe, por fim, o que era realmente o amor.

 

       Livro escrito com uma sinceridade pungente, Criada no Inferno é uma comovente e inspiradora história de sobrevivência.

sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 17.12.09 às 14:01link do post | | | favorito

     

       Se Deus não olha pelos seus, muito menos irá ajudar um pobre Ser humano! Afinal está provado: os Santos também são frágeis...

tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 16.12.09 às 11:57link do post | | | favorito

 

 

 

 

Filho – Papá, o que é Páscoa?


Pai – Ora, Páscoa é... bem... uma festa religiosa.


Filho – Igual ao Natal?


Pai – Parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus; na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.


Filho – Ressurreição?


Pai – Sim, ressurreição. Cristina… vem cá!


Mãe – Sim?


Pai – Explica a essa criança o que é a ressurreição para eu poder ler o meu jornal.


Mãe – Filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Percebeste?


Filho – Mais ou menos. Mãe, Jesus era um coelho?


Mãe – O que é isso filho? Não digas asneiras dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Pai do Céu! Nem parece que foste baptizado! Justiceiro, esse filho não pode crescer assim, sem ir a missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensaste se ele soltar uma parvoíce destas na escola? Deus me perdoe! Amanhã vou matricula-lo na catequese!


Filho – Mas Mãe, o Pai do Céu não é Deus?


Mãe – É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Tu vais estudar isso no catequese. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.


Filho – O Espírito Santo também é Deus?


Mãe – É sim.


Filho – E São Pedro da Cova?


Mãe – Sacrilégio!


Filho – A estação da Trindade tem alguma coisa haver com o Espírito Santo?


Mãe – Não. O Espírito Santo é Deus e a Trindade também é. É estilo um contrato.


Filho – Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?


Mãe – Eu sei lá! É uma tradição. É como o Pai Natal, só que em vez de presentes, ele traz ovinhos.


Filho – Os coelhos põem ovos?


Mãe – Chega! Deixa-me ir fazer o jantar que tenho mais que fazer!


Filho – Papá, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?


Pai – Era... era melhor, ou então pato.


Filho – Papá, Jesus nasceu no dia 25 de Dezembro, não é? Em que dia que ele morreu?


Pai – Essa eu sei: na sexta-feira santa.


Filho – Que dia e que mês?


Pai – Hum... Olha, nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.


Filho – Um dia depois.


Pai – Não, três dias.


Filho – Então morreu na quarta-feira.


Pai – Não, morreu na sexta-feira santa. Hum... ou terá sido na quarta-feira de cinzas? Oh, miúdo, vê lá se não me confundes! Foi mesmo na sexta que ele morreu, e ressuscitou no sábado, três dias depois! Como? Pergunta à tua professora de catequese! Olha, atende o telefone ao pai. Se for um tal de Rogério, diz que eu saí.


Filho – Tou... quem fala?


Rogério – Rogério Coelho Pascoal. O teu pai está?


Filho – Não, foi comprar ovos de Páscoa. Ligue mais tarde, tchau.


Filho – Papá, qual era o sobrenome de Jesus?


Pai – Cristo. Jesus Cristo.

 

Filho – Só?


Pai – Que eu saiba sim, porquê?


Filho – Não sei, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo Coelho. Só assim é que essa cena do coelho da Páscoa faz sentido, não achas?


Pai – Coitada!


Filho – Coitada de quem?


Pai – Da tua professora de catequese!


tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 13.12.09 às 22:57link do post | | | favorito

 

     

       "Para os vizinhos, era um carpinteiro e um pintor atencioso, tímido, que jogava dominó com os amigos nos dias em que não ia para a igreja pregar sermões aos fiéis. Crente das Testemunhas de Jeová, mostrava-se preocupado com a mulher, Jennifer, acamada devido a esclerose múltipla. Mas, à noite, Delroy Grante, de 52 anos, era outra pessoa. Durante 17 anos, este pai de sete filhos abusou de pelo menos 108 idosos do sul de Londres. Chamavam-lhe Night Stalker (perseguidor nocturno).

 

       Entre Outubro de 1992 e Maio de 2009 atacou velhos solitários. Não matou ninguém. A maioria eram mulheres, mas há três anos que os homens também entravam na lista. Finalmente, na semana passada foi detido pela polícia britânica, em Croydon, bem perto da vila onde morava, Brockley. Foi acusado de cinco violações, 11 roubos e seis agressões sexuais. A mais nova das vítimas tinha 68 anos; a mais velha, 93. Delroy usava sempre o mesmo método. Escolhia idosos pobres que vivessem sozinhos. Seleccionava moradias, nunca apartamentos. Entrava pela traseira da casa, vestido de negro, com um gorro na cabeça. Colocava luvas de látex, desligava a electricidade e cortava o telefone. Enquanto a vítima dormia, aproximava-se dela e começava os sussurros e carícias.

      

       Por vezes, passava horas a falar com as vítimas imobilizadas enquanto lhes apontava uma lanterna ao rosto. Uma das vezes até contou a uma idosa que a sua mãe tinha morrido em 2000. Estas conversas acabaram por servir como prova para o deter. A seguir abusava dos idosos.

      

       Durante quase 20 anos de investigação, a polícia seguiu vários rastos (até Delroy já tinha sido interrogado) e reuniu duas mil amostras de ADN. Em 2004, uma nova tecnologia genética permitiu reduzir de 21 mil para mil os suspeitos. As provas genéticas indicaram que Night Stalker era descendente de nativos americanos, europeus e subsarianos, e os seus antepassados podiam estar numa ilha das Caraíbas. Com outras pistas dadas por testemunhas, Delroy foi finalmente encontrado."

In, Sábado nrº 292 de 3 a 9 de Dezembro

      

      

       Foi com este relato que abordei hoje um conhecido meu, Testemunha de Jeová. Como não seria de esperar, a única maneira que essa mesma pessoa encontrou para rebater tal notícia foi dizendo que não passava de uma mentira e que as Testemunhas de Jeová são odiadas e perseguidas. Frente a tais afirmações e sabendo que não adianta falar com alguém cuja mente está moldada por doutrinas sectárias, decidi apenas não continuar mais com o dialogo…

      

       Quanto à notícia da revista Sábado, essa mesma exibe o que realmente são as Testemunhas de Jeová: uns indivíduos como tantos outros e não uns Seres superiores, os únicos escolhidos por Deus...

 

 

sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 09.12.09 às 22:51link do post | | | favorito

      

       Há mais felicidade em dar do que em receber

      Estas são as palavras sábias de um certo livro. Os meus amigos são maioritariamente Cristãos e alguns (nem todos!) são adoradores muito devotos. É precisamente a estes que me dirijo hoje. Sei que eles tudo fazem para estarem longe do pecado, que o amor ao próximo está acima de tudo e que os mandamentos bíblicos são para levar a letra (alguns literalmente). Sentir-me-ia mal se não auxiliasse esta amizade na procura do bem-estar pessoal (deles!). Como é do conhecimento geral , embora eu seja (infelizmente) já adulto, ainda sinto uma certa atracção (não física) pelo Pai Natal! Por vezes chego mesmo a duvidar se o mesmo não existirá. É para mim mais difícil acreditar num Ser Omnipotente, a que os humanos chamam de Deus, do que crer na existência dum homenzinho barbudo, vestido de vermelho, que desce pelas chaminés do mundo inteiro e que se move com a ajuda das suas renas voadoras… mas isto sou eu que sou limitado! A frase do apostolo Paulo, faz nesta época todo o sentido… Todos os meus amigos (e não só), têem a oportunidade única de exprimir a sua generosidade! Faltam duas semanas para a comemoração do “pseudo nascimento” de Cristo. Sei que posso contar com todos os meus conhecidos para me fazerem feliz, embora exista uma pequena minoria que não se importará com o meu bem-estar. Esses poucos, embora não se importem de receber prendas no Natal, têem uma imensa dificuldade em dar, deitando assim por terra as sábias palavras de Atos 20: 35! Mas a esses, dou-lhes um pequeno desconto, visto estarem a serem manipulados pelos seus líderes, que sem darem por isso, confundem os mesmos com o próprio Deus… Mas voltando ao cerne da questão (que é o que realmente importa!), falta pouco para o já referido Natal. Porque não gostaria de ver os meus amigos preocupados a perguntar a minha esposa o que eu gostaria de receber, inquietados com o que realmente me faz falta, deixo aqui uma pequena lista de bens essências (a quem os chame de prendas, o que não concordo), por ordem de necessidade… Quero desde já agradecer a todos, porque sei que todos vão cumprir com o texto bíblico.

 

Relogio Breitling Navitimer 125e Anniversaire

Livro: "A Desilusão de Deus" de Richard Dawkin
Livro: “As Profecias de Nostredamus” de Mario Reading

Livro: "Criada no Inferno" de Alloma Gilbert
Filme:
O Fabuloso destino de Amélie Poulain

2 Colunas de Som: Wharfedal 10.2 
Processador Áudio: Arcam FMJ AV 888
Amplificador de Potencia: Arcam FMJ P777
2 Colunas de Som (frontais): B&W 803 D
1 Coluna de Som (central): B&W HTM 3S
2 Colunas de Som (laterais): B&W 805 S
1 Subwoofer :
B&W ASW 855 

 

PS: Acho que está tudo! É engraçado como coisas simples podem fazer alguém tão feliz...


tags:
sinto-me:

deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 05.12.09 às 18:29link do post | | | favorito

      

       1) – Existem aproximadamente dois bilhões de crianças (pessoas com menos de 18 anos) no mundo. Porém, como o Pai Natal não visita crianças das religiões Muçulmana, Hindu, Judaica e Budista, isso reduz o trabalho na noite de Natal para 15% do total, ou seja, 378 milhões de pessoas. A uma taxa média de 3,5 crianças por lar, tem-se um total de 108 milhões de lares, considerando que haja pelo menos uma criança boazinha em cada lar.

 

       2) – O Pai Natal tem cerca de 31 horas de Natal para trabalhar, graças à diferença de fuso-horário e à rotação da Terra, considerando que ele viaja de leste para oeste (o que parece lógico), isso resultaria em 967,7 visitas por segundo, e significa que, para cada casa cristã com uma criança boazinha, o Pai Natal tem cerca de 1/1000 segundo para estacionar o trenó, saltar, pular para a chaminé, encher as meias, distribuir os presentes restantes sob a árvore, comer algum lanche que tenha sido deixado para ele, subir de volta pela chaminé, entrar no trenó e ir até a próxima casa. Considerando que cada uma das 108 milhões de paragens estejam distribuída uniformemente pelo mundo (o que, naturalmente, sabemos ser falso, mas será aceite para fins de cálculo), estamos a falar agora de aproximadamente 1,25 km por casa – uma viagem total de 121,5 milhões de km, sem contar as idas a casa de banho e descansos. Isso significa que o trenó do Pai Natal move-se a uma velocidade de 1.046 km/s – 3.000 vezes a velocidade do som. Para fins de comparação, o veículo mais veloz já construído pelo homem, a sonda espacial Ulisses, move-se a "acanhados" 44,1 km/s, e uma rena normal pode correr a 24 km/h (no máximo).

 

       3) – A carga útil do trenó representa um outro elemento interessante. Considerando que cada criança não receba nada mais que um Lego médio (907gr), o trenó levaria mais de 500 mil toneladas, sem contar o peso do “barbas”. Em terra, uma rena normal não puxa mais que 136 kg. Mesmo admitindo que renas “voadoras” pudessem puxar dez vezes o normal, o serviço não poderia ser feito com oito ou nove delas, o Pai Natal precisaria de 360.000 renas. Isso aumentaria a carga, sem contar o peso do trenó, mais 54 mil toneladas, ou aproximadamente sete vezes o peso do Queen Elizabeth (o navio, não a monarca).

 

       4) – 500 mil toneladas viajando a 1.046km/s cria uma enorme resistência do ar, isso aqueceria as renas da mesma maneira que uma nave espacial ao reentrar na atmosfera da Terra. O primeiro par de renas absorveria (14,3x10 elevado a 19) joules de energia por segundo. Em resumo, elas explodiriam em chamas quase que instantaneamente, explodindo as renas atrás delas e criando um estrondo sónico ensurdecedor com o seu rastro. Todo o conjunto de renas seria vaporizado em 4,26 milésimos de segundo (ou quase), quando Pai Natal atingisse a quinta casa na sua viagem. Porém, nada disso importa, pois o Pai Natal, com a aceleração resultante de uma paragem brusca a partir de 1.046 km/s em 0,001 segundo, estaria sujeito a uma força de 17.000 G's. Um Pai Natal de 113 kg (que parece ridiculamente magro) seria imobilizado no fundo do trenó por 1.957.258 kg o que esmagaria instantaneamente os seus ossos e órgãos, reduzindo-o a uma simples bolha cor de rosa.

 

       5) – Conclusão: O Pai Natal não existe,  ele  já está morto.

tags:
sinto-me:

mais sobre mim
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

14
15

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar
 
PlanetaPortugues: O motor de busca de Portugal
nº de visitas da freguesia
encerramos ao Domingo
quantos fregueses andam por aqui agora
tradutor
subscrever feeds


.

Assista ao documentário

"O Mundo Perfeito de Jeová"

clicando em baixo