deixar comentário
publicado por Justiceiro, em 22.09.09 às 18:42link do post | | | favorito

Oh cala-te, expressão geralmente usada para tentar silenciar alguém. Mas quando uma pessoa teima em usar esse termo em quase todas as frases que emprega, aí a história ganha outra dimensão!

 

“Sónia já viste que amanha vai chover?” – “Oh cala-te, eu queria ir para a praia”.

“Sónia essas calças não te favorecem!” – “Oh cala-te, gosto bem delas”. Etc., etc.

 

Mas porquê que a Sónia é assim? O que levará a Sónia a pronunciar sistematicamente tal palavra? Será algum trauma de infância? Algum desgosto de amor? Não (mais ou menos!). Recentemente descobri o porquê da menina usar essa expressão de maneira tão corriqueira.

 

Desde a sua mais tenra infância que Sónia (Sónia cala-te para os amigos!) sonhava com o céu as nuvens e os pardais! Sonhava poder voar como um passarinho. Mas como é do conhecimento de todos (julgo eu), a não ser que seja ajudado por alguma máquina, o ser humano não tem a habilidade de voar! Mas Sónia nunca se importou com tal facto e decidiu que um dia iria conseguir sobrepor esse obstáculo… Foram várias as tentativas, desde atira-se do berço, passando mais tarde, e já na faculdade, a mandar-se do seu velho Fiat Uno (todo podre), em andamento. Escusado será dizer que a mesma sofreu algumas contusões. A vida não corria de feição para a já agora adulta Sónia. O que mais tinha ela de fazer para conseguir voar? Será que o seu sonho de bebé não se iria concretizar? Sónia chorava compulsivamente por pensar que jamais conquistaria o céu.

 

Num bonito sábado de Maio, Sónia conheceu alguém que finalmente poderia ensina-la a voar… A menina andava feita barata tonta. Era vê-la andar de um lado para outro falando sozinha. Os seus olhos brilhavam de alegria e tudo o que a Sónia dizia parecia sair dum conto de fadas. Ela estava diferente… Existia agora uma razão para a Sónia viver e algo a levava a ter essa alegria toda. Mas o que seria? Nós, os amigos, nada sabia-mos e a nossa preocupação começava a aumentar. Foram várias as vezes que tentamos descobrir o porquê de tal mudança mas sempre em vão.

 

Um dia Sónia finalmente levantou uma pontinha do véu. Ela estava apaixonada por um pára-quedista. Atenção, não um pára-quedista qualquer ranhoso e bruto, daqueles cheios de tatuagens e com a mania que são maus. Nada disso. Um pára-quedista todo muito sensível, daqueles com cheirinho a água de colónia e tudo (parecia quase uma gaja, mas em versão gajo!). Um pára-quedista com pára-quedas e tudo. Sim, por muito incrível que possa parecer, o tal pára-quedista nunca largava o seu pára-quedas, andando com ele como se fosse uma mochila. Era bonito de se ver. Parecia um menino que ia para a escola com a mochilinha! Só lhe faltava o desenho do Noody atrás… Sónia estava perdida de amores… 

 

Num bonito domingo estávamos todos à espera que a Sónia aparecesse quando finalmente… chegou. Chorava, chorava, chorava... O que se terá passado?

­­­­- “Que tens Sónia”, perguntei eu.

- “Olha cala-te”…

Não estava fácil. Isto de lidar com mulheres sensíveis já se sabe como é!

-“Sóninha, levas-te no corpo” (pelo menos parece que não lhe pisaram a cara o que já não é muito mau)?

Nada. Que nojo de gaja (não fui eu que pensei)! Depois de mais de uma hora à volta da chorona, eis que subitamente ouve-se a Sónia a murmurar. 

- Calem-se que parece que ela está a falar, disse eu (é que parecendo que não, sou o único no grupo que realmente se importa com as mulheres. Também mau era!).

- “Ele não me quis emprestar o pára-quedas”.

-“Uie, uie, uie repete lá isso”.

- “Ele não me quis emprestar o pára-quedas”…

 Finalmente tudo fazia sentido.

 

Sónia vira no pára-quedista uma maneira fácil de poder realizar o seu sonho, mas tal não foi possível. Ela tinha conhecido um gajo com uma panca ainda maior do que a dela. Um homem completamente alucinado. Além de partilhar o mesmo gosto de voar, o pára-quedista era um agarrado e um ser completamente egoísta, incapaz de partilhar fosse o que fosse, muito menos o seu pára-quedas, esse mesmo que parecia fazer parte do seu corpo. Sónia tinha-nos confidenciado que ele levava o pára-quedas para a cama e que dormia com ele. O que estaria ela a espera de um individuo assim?

 

Agora todos tentamos apoiar a Sóninha na sua luta constante, evitando que ela se aproxime de mais de alguém que se queira aproveitar da sua fraqueza. Claro que não está a ser fácil para ela. Ainda bem recentemente no festival Red  Bull Air Race, a Sónia teve uma recaída. Era vê-la a acenar e a correr atrás dos aviões feita maluquinha com um enorme cartaz que dizia: deixa-me voar contigo.

 

Esta história é do mais verídico que possa existir e pode ser confirmada por qualquer pessoa amigo da Sónia. Ainda temos uma pequena esperança que um dia a Sónia voltará a ser uma pessoa normal e que se deixe destas tristes cenas...

 

Sónia, as melhoras para ti e põe-te boa rapidamente.

 

 

PS. Eu avisei-te Sónia, para a próxima não me mandes calar! {#emotions_dlg.brrrpt}

{#emotions_dlg.batman}

tags:
sinto-me:

Desbrida a 23 de Setembro de 2009 às 21:14
os meus sinceros sentimentos à tua amiga por causa de ter amigos como tu, coitadinha o que ela deve sofrer... estou a brincar, achei muita piada ao post mas espero que tenhas consentimento informado da tua amiga!! vê lá se ela também não revela aventuras tuas...

Justiceiro a 24 de Setembro de 2009 às 11:15
Alguma vez foi preciso pedir consentimento a Sónia !? Ela já sabe o que a casa gasta! O que seria dela sem mim? Num dia em que não javardar com ela, desconfio que será a morte da Sónia !! É que uma mulher apaixonada é pior que sei lá o quê. É preciso dar muita atenção a essa gente senão ela vai-se abaixo!!! Já agora, eu sou um amigo genuíno , puro e com grande coração. Não ando por aí a inventar historias!!! Eu sou como os cães, toda a gente deveria ter um...
Ela está à vontade para contar alguma coisa minha, mas mais lhe valia acelerar !! Ela ainda não viu este post , pois sei que quando o fizer, quem vai acelerar sou eu!
Tenho dito (Viva a Sónia uma grande amiga, embora meça 1,50m !)

Desbrida a 24 de Setembro de 2009 às 13:40
xiiiiiiiiiii vieram-me as lágrimas aos olhos... já estás a gabar a tua cesta estou a brincar acredito nas boas amizades e que sejas um bom amigo mas acho que vais mesmo acelerar esquece lá a amizade que ela tem por ti... porque não sei tenho esse pressentimento hum agora a sério acho que vai dar umas boas gargalhadas!!

Justiceiro a 24 de Setembro de 2009 às 13:51
Como diz a Sónia: Oh cala-te!!! A Sónia não era capaz disso (digo eu). Que Deus tenha piedade da minha alma quando ela ler este fantástico post !!
Tenho dito (Sónia fui coagido a escrever tudo! )

Psike a 24 de Setembro de 2009 às 21:20
Opá..é que nem me acredito nisto...ainda nem consegui parar de rir desde que abri esta página. :) Como é que é possivel????
Bem tinhas dito que ías escrever, mas sinceramente não acreditei..Confesso que fiquei admirada, mas ao mesmo tempo, contente, isto quer dizer que realmente sou importante...mereço um post desta natureza.:)
Quanto aos factos não fiquei chateda, não entraste em pormenores e, ainda bem, senão TAVAS FEITO!!!`É que também já conheço algumas histórias tuas .hihihihi
Não é tudo verídio, mas também não interessa nadinha...quem conhece sabe do que se trata e isso é que é importante...lol
Acho que o para-quedista, ou como lhe chamamos,não iría gostar muito...coitado..se ele soubesse do que se fala lol lol lol quem estava feita era EU! :) :)
Realmente menino sei que posso contar com a tua amizade e ora aqui está uma prova. (embora eu axe que isto foi para te redimires de Sábado, mas pronto!:))

Beijinho grande e já sabes CAAALAAA-TE.......(vais levar, ai vais vais lol)

Justiceiro a 24 de Setembro de 2009 às 23:59
Hei lá, já apareceste? Foste avisada mais do que uma vez para não me mandares calar mas insististe em fazê-lo.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Hei lá, já apareceste? Foste avisada mais do que uma vez para não me mandares calar mas insististe em fazê-lo. <BR class=incorrect <a name="incorrect">Sóninha</A> </A>, estás realmente doente e a precisar de tratamento... Estás completamente desfasada da realidade. Como consegues tu dizer que não é tudo verídico ? Tens tomado a medicação? TODA a gente, todos os nossos amigos sabem que o que relatei é verdade... menos tu? Achas que estás bem? <BR>Quanto as "minhas historinhas ", estás completamente à vontade (ou não!)... Sábado ? Não sei do que estás a falar... <BR>Beijinhos oh baixinha... <BR>Tenho dito (e continuas a mandar-me calar!)
<img src="http://blogs.sapo.pt/images/mood/EMOTICON_BATMAN.png">

Justiceiro a 26 de Setembro de 2009 às 10:58
Ficou porreiro este comentário (não sei o que se passou)!!! Também agora fica assim porque a Sónia não merece coisas muito sofisticadas e direitinhas (à imagem do pára-quedista ).
Tenho dito.

Lisinha a 30 de Setembro de 2009 às 15:16
Deixem lá voar quem tem asas!


Parece-me muito entediante uma pessoa viver a vida ser arriscar, não há nada melhor que aquele friozinho no estômago cada vez que não sabemos de que formar este ou aquele encontro vai acabar, é provável que acabe com um balde de agua fria ... mas... e se... a coisa .... FERVE!?

Justiceiro a 1 de Outubro de 2009 às 17:04
Muito filosófico . Há que andar para a frente sem medos mas sempre com a cabeça em cima dos ombros. Isto dos "baldes de agua fria" é valido apenas para aqueles que tem medo de tentar que estão a espera sei lá do quê. Isto já não há homens como antigamente, quando o pessoal se mandava sem medo de cair e se desse melhor, se não... paciência , PARTIA-SE para outro. Se a coisa ferve melhor, vem aí o inverno e tudo (um pouco de calor não faz mal nenhum!).
Tenho dito.

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18
19

20
21
24
25
26

27
28
29


pesquisar
 
PlanetaPortugues: O motor de busca de Portugal
nº de visitas da freguesia
encerramos ao Domingo
quantos fregueses andam por aqui agora
tradutor


.

Assista ao documentário

"O Mundo Perfeito de Jeová"

clicando em baixo